Bubble Beauty - Preço do diesel sobe 25% e já custa R$ 8 em São Paulo

0

Ajustes da Petrobras e tendências globais fazem preço do diesel subir em 11 estados brasileiros. Valor médio tem alta de 10% segundo pesquisa da ANP

Preço do diesel S10 mais baixo foi registrado em Minas Gerais, de R$ 4,59 (Foto: Sejus-DF)
Preço do diesel S10 mais baixo foi registrado em Minas Gerais, de R$ 4,59 (Foto: Sejus-DF)

O cenário dos preços dos combustíveis no Brasil continua em constante movimento, refletindo tanto os ajustes internos quanto as flutuações do mercado internacional. De acordo com a mais recente pesquisa da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço do litro do diesel S10 atingiu valores acima de R$ 7 em postos de abastecimento de 11 estados brasileiros. Esse aumento significativo representa um avanço de 25,8% concedido pela Petrobras no dia 16 de agosto. Em alguns pontos, como São Paulo, a situação chegou a um patamar ainda mais elevado, com o preço atingindo R$ 8.

Na semana entre 20 e 26 de agosto, os postos de gasolina viram o preço médio do diesel subir vertiginosamente, aumentando 10% para atingir um valor médio de R$ 6,05. Essa alta considerável reflete o período prolongado do impacto do aumento promovido pela Petrobras no dia 16 de agosto, quando o preço do combustível nas refinarias foi elevado em R$ 0,78 por litro, um aumento expressivo de 25,8%. Enquanto isso, o preço médio da gasolina também apresentou um aumento, crescendo 4% para atingir a média de R$ 5,88. Esse reajuste da gasolina foi de 16,2% nas refinarias da estatal, ocorrido no mesmo dia.

RecebanotíciasnoWhatsApp!
Inscreva-se em nosso canal no YouTube
Assine nosso canal no Telegram

Enquanto as oscilações nos preços dos combustíveis impactam diretamente no bolso dos consumidores, os reflexos dessas variações também podem ser observados na inflação do país. A prévia do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15), divulgada recentemente, ainda não inclui o aumento dos combustíveis anunciado pela Petrobras. Essa atualização está prevista para o IPCA cheio, que será divulgado em setembro. Na medição do IPCA-15, a gasolina contribuiu com um incremento de 0,04 ponto percentual para a alta de 0,28% do IPCA de agosto.

DATA INICIALDATA FINALBRASILPRODUTONÚMERO DE POSTOS PESQUISADOSUNIDADE DE MEDIDAPREÇO MÉDIO REVENDADESVIO PADRÃO REVENDAPREÇO MÍNIMO REVENDAPREÇO MÁXIMO REVENDA
20/08/202326/08/2023BRASILETANOL HIDRATADO3962R$/l3,660,5812,776,37
20/08/202326/08/2023BRASILGASOLINA ADITIVADA3670R$/l6,040,3674,997,99
20/08/202326/08/2023BRASILGASOLINA COMUM4691R$/l5,880,3744,697,62
20/08/202326/08/2023BRASILGLP4730R$/13kg101,0012,25969,99147,00
20/08/202326/08/2023BRASILGNV363R$/m³4,420,5423,396,59
20/08/202326/08/2023BRASILOLEO DIESEL2181R$/l5,930,3424,097,75
20/08/202326/08/2023BRASILOLEO DIESEL S103400R$/l6,050,3374,598,00

É importante destacar que a tendência de aumento não se restringe somente a esses estados, já que, nos demais, os valores máximos ultrapassaram a marca dos R$ 6. No entanto, em Minas Gerais, a ANP registrou o menor preço do diesel S10, a R$ 4,59. Esse cenário é parte do panorama captado pelo Levantamento Semanal de Preços da ANP, que ressaltou uma média de crescimento de 10% nos valores do combustível.

Um fator adicional que impacta os preços é a situação do diesel russo, que até então vinha proporcionando um abastecimento com custos mais baixos comparados ao mercado global. No entanto, essa oferta está se tornando mais escassa, o que naturalmente contribui para o aumento dos valores.

Nesse contexto, a ascensão do petróleo no cenário internacional tem desempenhado um papel crucial, com os preços oscilando em torno de US$ 80 o barril. Esse cenário internacional aliado aos ajustes internos compõem um ambiente que resulta nos patamares atuais dos combustíveis no Brasil.

Não somente o diesel, mas também a gasolina registrou aumentos notáveis. Nos estados do Acre, Amapá e São Paulo, o preço máximo do litro de gasolina superou os R$ 7, sendo o maior valor observado nos postos acrianos, chegando a R$ 7,99. Em contrapartida, o menor preço foi encontrado em São Paulo, a R$ 4,69. Em média, a gasolina apresentou uma elevação de 4% nos postos que foram objeto de pesquisa pela ANP.

Uma visão mais ampla do cenário também revela que o Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), comumente conhecido como gás de cozinha, teve uma pequena queda de 0,2%. O valor médio para o botijão de 13 quilos ficou em R$ 101,00. Importante notar que o último reajuste feito pela Petrobras para esse combustível foi uma queda de 3,9% em 1º de julho.

LEIA:
Dono protesta com Volvo XC40 queimado na porta da concessionária
GWM Haval H6 vende mais que Corolla Cross em maio
VÍDEO | Nissan Sentra 2023 Exclusive ganha pelo design e conforto
Jeep Renegade é investigado pelo MP por grave defeito
Novo carro popular: Governo reduz imposto para modelos até R$ 120 mil