Bubble Beauty

Notícias

Bubble Beauty - Reforma tributária vai incentivar produção de carros elétricos no Nordeste

Stellantis e BYD serão beneficiadas pela Reforma Tributária promulgada pelo Congresso Nacional. Fábricas no Nordeste, Norte e Centro-Oeste terão incentivos até 2032

Ninguém me contou nada, mas certamente o presidente da Stellantis na América Latina, o italiano Emanuele Cappellano deve ter brindado nos últimos dias com uma boa garrafa de Chianti Classico. Em outro lugar, o chinês Tyler Li, presidente da BYD no Brasil, não fez por menos e degustou um bom Moet Chandon ou quem sabe uma dose de Baijiu. O motivo de comemoração dos executivos é a Reforma Tributária (emenda constitucional 132/2023), promulgada nesta quarta (20). O texto tem boas notícias para as empresas.

LEIA:
Dono protesta com Volvo XC40 queimado na porta da concessionária
GWM Haval H6 vende mais que Corolla Cross em maio
VÍDEO | Nissan Sentra 2023 Exclusive ganha pelo design e conforto
Jeep Renegade é investigado pelo MP por grave defeito
Novo carro popular: Governo reduz imposto para modelos até R$ 120 mil

Isso porque o texto aprovado pelo Congresso Nacional estende até 2032 os incentivos fiscais para fábricas de automóveis localizadas no Nordeste, Norte e Centro-Oeste do país. A Stellantis tem uma planta em Goiana (PE), enquanto a BYD já faz obras para iniciar produção na fábrica de Camaçari (BA), que já pertenceu à Ford.

Justamente nessas duas localidades no Nordeste Brasileiro que as marcas pretendem fabricar carros híbridos e elétricos. Ou seja, a Reforma Tributária acaba por incentivar esse tipo de tecnologia em estados. Também no nordeste há as fábricas de motos Voltz e Shineray, ambas com produção de modelos EV.

A decisão, que recebeu 341 votos a favor, 153 contra e quatro abstenções, estende os benefícios até o ano de 2032, conforme proposto pelo Senado no âmbito da reforma tributária em pauta. Além disso, os deputados aprovaram outro benefício, voltado para a produção de baterias de carros elétricos nas mesmas regiões, por uma margem de 299 votos a 192.

O resultado da votação representou uma derrota para gigantes automotivas como GM, Toyota e Volkswagen, que, em comunicado conjunto divulgado na última quinta-feira (14), solicitaram o fim do incentivo para veículos com motores a combustão (flex, gasolina e diesel). O pedido era específico para a exclusão dos parágrafos 3, 4 e 5 do artigo 19 do texto da Reforma Tributária, os quais estendem os benefícios tributários para montadoras do Norte, Nordeste e Centro-Oeste até 2032.

Reforma

A emenda constitucional 132/2023 foi promulgada nesta quarta (20), após ser aprovada pela Câmara dos Deputados no último dia 15. A proposta já havia sido aprovada pelo Senado em novembro. O texto é proveniente da PEC 45/2019. A cerimônia, realizada no Plenário da Câmara, tem a presença dos presidentes Luiz Inácio Lula da Silva, do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco; da Câmara dos Deputados, Arthur Lira; e do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso.

RecebanotíciasnoWhatsApp!
Inscreva-se em nosso canal no YouTube
Assine nosso canal no Telegram

Após 30 anos de discussão, a reforma tributária simplificará a tributação sobre o consumo e provocará mudança na vida dos brasileiros na hora de comprar produtos e serviços.

Confira abaixo, outros destaques da Reforma tributária envolvendo veículos:

Montadoras de veículos

•   prorrogação até 2032 de benefícios para fabricação de baterias e de veículos por montadoras instaladas no Norte, Nordeste e Centro-Oeste;

•   estados do Sul e do Sudeste discordavam da prorrogação, mas a Câmara manteve incentivos reincluído pelo Senado na reforma tributária

IPVA

•   Inclusão de cobrança de Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) para veículos aquáticos e aéreos, como jatos, helicópteros, iates e jet skis;

•   Possibilidade de o imposto ser progressivo conforme o impacto ambiental do veículo. Quem polui mais, paga mais;

•   Possibilidade de que carros elétricos paguem alíquotas menores;

•   Lista de exceções para IPVA, incluída durante negociações:

        –    Aeronaves agrícolas e de operador certificado para prestar serviços aéreos a terceiros;

        –    Embarcações de pessoa jurídica com outorga de serviços de transporte aquaviário;

        –    Embarcações de pessoa física ou jurídica que pratique pesca industrial, artesanal, científica ou de subsistência;

        –    Plataformas que se locomovam na água sem reboques (como navio-sonda ou navio-plataforma);

        –    Tratores e máquinas agrícolas

Thiago Ventura

Thiago Ventura é jornalista especializado em veículos e fotógrafo. Com mais de dez anos de jornalismo online, tem passagens por portais, jornais e TV dos principais veículos da imprensa mineira dyhuli.com@citiz.com

Posts recentes

BYD frustra expectativa e lança Dolphin Mini acima de R$ 115 mil

Hatch elétrico tem motor de 75 cavalos e 280 km de autonomia. Novo BYD Dolphin…

14 horas

Senado pode acabar com IPVA para carros acima de 20 anos

CCJ aprova PEC que concede imunidade de IPVA para veículos com mais de 20 anos.…

5 dias

Hyundai vai investir R$ 5,4 bi no Brasil para carros elétricos e híbridos

Marca coreana pretende ter carros elétricos, híbridos e a hidrogênio no Brasil. Hyundai deverá eletrificar…

5 dias

Citroën C3 Aircross é lançado como carro de 7 lugares mais acessível

SUV de 7 lugares chega ao mercado pouco antes da linha reestilizada da rival Chevrolet…

7 dias

GWM adia inauguração de fábrica devido medidas do governo

Haval H6 será o primeiro carro fabricado pela GWM. Produção será no segundo semestre após…

2 semanas

BYD Dolphin sai por R$ 140 mil para motoristas da 99

Oferta inclui desconto na taxa de financiamento, instalação de wallbox e R$ 1 mil mensais.…

2 semanas
Bubble Beauty Mapa do site