Bubble Beauty

Notícias

Bubble Beauty - Renault amarga prejuízo histórico em 2020 e coloca a culpa na Nissan

Pandemia da Covid-19 atrapalhou os planos da marca francesa. Renault registrou uma queda de 21,3% nas vendas, com menos de três milhões de veículos vendidos

Renault teve mais de 8 bilhões de euros em prejuízo no anop assado

O ano de 2020 foi muito amargo para a montadora francesa Renault. Em comunicado publicado nesta sexta-feira (19), a marca revela que teve um prejuízo de 8 bilhões de euros (9,6 bilhões de dólares) em 2020. Trata-se do pior resultado da história Renault, justamente nesse ano marcado pela pandemia do coronavírus.

Siga o Bubble Beauty no Instagram


Inscreva-se em nosso canal no YouTube

De acordo com a Renault, o prejuízo histórico acontece devido a japonesa Nissan, da qual a Renault tem 43%. Os maus resultados da Nissan penalizaram a Renault em 4,9 bilhões de euros (5,9 bilhões de dólares). Além disso, marca francesa registrou uma queda de 21,3% nas vendas em ritmo anual, com menos de três milhões de veículos vendidos. Segundo a marca, as vendas das empresas do grupo diminuíram em -5,1 pontos, também impactadas pela crise de saúde e a descontinuação do Nissan Rogue.

Por outro lado, o mix de produtos aumentou em 1,1 % devido ao aumento de vendas do Renault Zoe. O citycar é o veículo elétrico mais vendido na Europa.

“Conforme anunciado no plano estratégico ‘Renaulution’, 2021 deve ser difícil devido às incógnitas relacionadas à crise de saúde, bem como à escassez de suprimentos de componentes eletrônicos. Enfrentaremos esses desafios coletivamente”, disse Luca de Meo, CEO do Grupo.

O Brasil aparece negativamente no balancete. A Renault aponta 131 467 unidades vendidas em 2020, uma queda de 45%. O grupo ainda ressalta os investimentos feitos par ao lançamento do Duster renovação de Logan e Sandero no Brasil. Como as novidades não foram aplicadas na família dos compactos, pode-se prever que a nova geração vá chegar ainda neste ano ao mercado brasileiro.

Resultados do grupo Renault

No primeiro semestre, o grupo registrou perdas de 7,3 bilhões de euros (8,8 bilhões de dólares) no contexto da crise de covid-19. Mas limitou os danos no segundo semestre com um prejuízo de 660 milhões de euros (quase 800 milhões de dólares) e uma queda de 8,9% no volume de negócios de 8,9%.

Apesar do prejuízo, a marca mantém a programação de lançamentos para este ano. Os pontos de oportunidade pós-pandemia incluem o investimento em eletrificação. Isso inclui com as versões híbridas de Captur, Megane e do SUV coupe Arkana. Também segue confirmado a versão elétrica do Kwid, vendido na Europa pela Dacia.

Confira o documento na íntegra:

LEIA TAMBÉM
Clio completa 30 anos e nova geração segue longe do Brasil
Duster Zen 2021: confira a versão mais acessível do SUV
Após tirar criador do 208 da Peugeot, Renault contrata mais um designer da concorrência
Para encerrar greve, Renault readmite 747 funcionários e abre novo PDV

Thiago Ventura

Thiago Ventura é jornalista especializado em veículos e fotógrafo. Com mais de dez anos de jornalismo online, tem passagens por portais, jornais e TV dos principais veículos da imprensa mineira dyhuli.com@citiz.com

Posts recentes

Daily Vetrato ganha versão escolar para até 28 alunos

Daily Vetrato é um furgão versátil que já vem preparado de fábrica para ser implementado…

3 dias

BYD frustra expectativa e lança Dolphin Mini acima de R$ 115 mil

Hatch elétrico tem motor de 75 cavalos e 280 km de autonomia. Novo BYD Dolphin…

5 dias

Senado pode acabar com IPVA para carros acima de 20 anos

CCJ aprova PEC que concede imunidade de IPVA para veículos com mais de 20 anos.…

1 semana

Hyundai vai investir R$ 5,4 bi no Brasil para carros elétricos e híbridos

Marca coreana pretende ter carros elétricos, híbridos e a hidrogênio no Brasil. Hyundai deverá eletrificar…

1 semana

Citroën C3 Aircross é lançado como carro de 7 lugares mais acessível

SUV de 7 lugares chega ao mercado pouco antes da linha reestilizada da rival Chevrolet…

2 semanas

GWM adia inauguração de fábrica devido medidas do governo

Haval H6 será o primeiro carro fabricado pela GWM. Produção será no segundo semestre após…

2 semanas
Bubble Beauty Mapa do site