Bubble Beauty - Volvo alcança 74,8% de market share de veículos híbridos Plug-in no Brasil

1

Marca sueca fechou abriu vendendo quase todos os veículos híbridos Plug-in no mercado nacional. SUVs Volvo XC90, XC60 e XC40 se destacam nas vendas

A Volvo registrou recorde de quase 40% entre todos os modelos eletrificados vendidos no Brasil no mês de abril. Se considerar apenas os carros híbridos Plug-in Hybrid, que podem ser carregados na tomada e abastecidos no posto de combustível, a marca sueca chega à 74,8% de participação no mês de abril e 71,8% no acumulado do ano.

Siga o Bubble Beauty no Instagram
Inscreva-se em nosso canal no YouTube

“Seguimos com nosso objetivo principal que é a eletrificação. Chegar a quase 75% entre os modelos híbridos plug-in vendidos no Brasil é uma marca muito importante e que reforça o compromisso da marca”, destaca João Oliveira, diretor geral de operações e inovação da Volvo Car Brasil.

Também no mês de abril, a Volvo Cars coloca seus três SUVs – XC90, XC60 e XC40 – no topo da lista do segmento premium, tanto no acumulado do ano, como nos resultados do mês passado. Com 657 unidades comercializadas no mês de abril, a marca sueca se mantém na vice-liderança do segmento premium com 19,7% de market share. No acumulado do ano, são 2.414 unidades e 18,2% de participação, também com a segunda posição.

Venda de importados cresce

As dezessete marcas filiadas à Abeifa – Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores, com licenciamento de 5.856 unidades, das quais 2.247 importadas e 3.609 veículos de produção nacional, anotaram em abril último queda de 0,6% ante março de 2021, quando foram comercializadas 5.891 unidades. Mas, se comparado a abril de 2020, a alta é de 301,9%: 5.856 unidades conta 1.457 veículos de 2020.


LEIA TAMBÉM:
Quanto custa o seguro do Volvo XC40 T5 R-Design híbrido?
Quer dirigir um carro híbrido de graça? Volvo vai emprestar modelos para divulgar eletrificação no Brasil
Volvo inaugura primeiro estacionamento para elétricos do Brasil
João Oliveira é o novo diretor-geral de Operações e Inovação da Volvo Car Brasil
Veículos cedidos pela Volvo passam por mais de quatro mil cidades brasileiras no combate ao COVID-19

Na importação, as 2.247 unidades vendidas significaram aumento de 3,9% ante as 2.163 unidades de março de 2021 e de 198,4% ante abril de 2020; enquanto na produção nacional – com 3.609 unidades – aquedadevendasfoide3,2%anteas3.728unidadesdomêsanterior,masalta de412,6%emrelação a abril de 2020.

Com essas parciais mensais, os dados do acumulado do primeiro quadrimestre, as unidades importadas significaram aumento de 4,2%: de janeiro a abril de 2021, foram registradas 8.264 unidades, contra 7.928 emplacamentos de importados em igual período de 2020. Já a produção nacional das associadas à Abeifa acumula, no quadrimestre, 12.649unidades licenciadas contra 8.846 unidades dos primeiros quatro meses de 2020, alta de 43%.

Somadas as unidades importadas e as nacionais, com total de 20.913 veículos no primeiro quadrimestre de 2021, as associadas à Abeifa ainda registram percentual positivo de 24,7%. Em 2020, em igual período comparativo, o total de licenciamentos foi de 16.774 unidades.

Participações – Em abril último, com 5.856 unidades licenciadas (importados + produção nacional), a participação das associadas à Abeifa subiu para 3,57% do mercado total de autos e comerciais leves (163.902 unidades). Se consideradas somente as unidades importadas, as associadas à entidade responderam por 1,37% do mercado interno brasileiro.

No acumulado do primeiro quadrimestre, com 20.913 unidades, as associadas à Abeifa representam 3,16% do mercado interno brasileiro, de 661.795.

1 comentário

Comentários fechados